", }); });
Sábado, 21 de Maio de 2022
°

-

Dólar
R$ 4,88
Euro
R$ 5,15
Peso Arg.
R$ 0,04
Geral Polícia

Empresário é preso por explorar madeira de terra indígena em MT

A madeira não possuía documentação e o homem foi preso em flagrante.

07/04/2022 às 12h01
Por: Redação Fonte: Folha Max
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Folha Max

 

A Polícia Federal, em ação conjunta com o Ibama efetuou, nesta quarta-feira (6), a prisão em flagrante de um empresário madeireiro na cidade de Juína durante uma fiscalização realizada no âmbito da Operação Onipresente que visa combater crimes ambientais no norte de Mato Grosso e que, agora, passa a ser uma operação de ação contínua.

 

A investigação começou a partir dos quinze dias de trabalho na Operação Onipresente realizadas no mês de março de 2020. Na ocasião, foram encontradas várias toras cortadas na Terra Indígena Serra Morena e que, certamente, seriam posteriormente retiradas por caminhões e levadas para madeireiras. As toras foram fotografadas e registradas pelos policiais federais e fiscais do Ibama. Uma das toras registradas foi encontrada na madeireira fiscalizada e o empresário, que não possuía documentação da madeira, foi preso em flagrante.

 

Paralelamente, houve também nova fiscalização na Terra Indígena Serra Morena onde um trator utilizado pelos criminosos para colocar as toras nos caminhões foi encontrado em uma região de desmatamento. Devido às condições de conservação do veículo e o local de difícil acesso em que foi encontrado, foi realizada a sua inutilização com a finalidade de cessar o crime ambiental.  

 

Uma outra pá carregadeira, usada para o mesmo fim, foi encontrada escondida em uma fazenda localizada ao lado da Terra Indígena Serra Morena. Esta foi apreendida pelo Ibama e destinada à prefeitura de Juína

 

Onipresente é uma operação conjunta entre Polícia Federal e Ibama pertencente ao programa Guardiões do Bioma, do Governo Federal.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários