", }); });
Quarta, 29 de Junho de 2022
°

-

Dólar
R$ 5,27
Euro
R$ 5,54
Peso Arg.
R$ 0,04
Geral Segurança Pública

UFMT divulga cronograma e aprovados em concurso sairão só em novembro

Decisões judiciais atrasaram conclusão do certame; convocações ficarão para 2023.

10/06/2022 às 08h42
Por: Redação Fonte: Folha Max
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Folha Max

 

Acatando decisões judiciais, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) divulgou na quarta-feira (8) um novo cronograma para os editais do concurso promovido pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP), organizado pela instituição de ensino.

 

Com as alterações, que incluem ainda a realização de um novo Teste de Aptidão Física para alguns candidatos, o resultado final do certame só deverá ser homologado no dia 30 de novembro.

 

O concurso irá preencher vagas para o Corpo de Bombeiros e para as Polícias Civil e Militar. O certame, desde seu início, tem sofrido com denúncias de irregularidades de candidatos e diversas ações estão tramitando na Justiça contra a UFMT e a SESP. Alguns destes processos, inclusive, gerou a suspensão da seleção.

 

Candidatos apontam irregularidades na aplicação do Teste de Aptidão Física (TAF) e a UFMT, responsável pelo certame, pediu mais prazo para fornecer as imagens para a Justiça. A universidade alegou que são 18 mil arquivos de imagens, divididos em 548 pastas, e que estes trabalhos só tem previsão de serem concluídos em 18 de julho.

 

Denúncias sobre problemas durante a aplicação das provas escritas também foram feitas pelos candidatos e houve até acusações de vazamento do caderno de perguntas. A SESP, através do secretário da pasta, Alexandre Bustamante, tem afirmado que está investigando as supostas irregularidades apontadas.

 

A UFMT abrirá novo prazo, entre os dias 30 de junho e 1 de julho, para interposição de recursos contra os resultados do TAF. O exame será reaplicado no dia 21 de julho, assim como os testes de aptidão específica (TAE), para os candidatos que tiveram recursos deferidos e para o cumprimento de decisões judiciais recebidas até o dia 20 de julho.

 

Com a mudança do cronograma, a tendência é de que os aprovados sejam convocados apenas no próximo ano. Inicialmente, o Governo do Estado tinha intenção de chamar até 1,2 mil aprovados ainda neste ano, o que não será possível.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários