", }); });
Terça, 18 de Janeiro de 2022
°

-

Dólar
R$ 5,52
Euro
R$ 6,30
Peso Arg.
R$ 0,05
Campinápolis Turismo

Campinápolis recebe o projeto Missão Brasil que, visa descobrir, lugares com potencial crescimento no turismo.

Segundo a secretária municipal de Turismo e Meio Ambiente de Campinápolis, Sirlene Dias, o objetivo de trazer o Missão Brasil ao município, foi de dar visibilidade e principalmente mostrar que Campinápolis tem potencial turístico.

07/08/2021 às 19h03 Atualizada em 07/08/2021 às 19h59
Por: Redação
Compartilhe:
Fotos: Carol Branck
Fotos: Carol Branck

Por: Adailson Pereira

O município de Campinápolis (a 545 km de Cuiabá), recebeu o Missão Brasil. O objetivo desta expedição é viajar pelo país e descobrir lugares com potencial de crescimento, seja no ecoturismo, turismo cultural, científico entre outras vertentes dentro do turismo.

Segundo a secretária municipal de Turismo e Meio Ambiente de Campinápolis, Sirlene Dias, o objetivo de trazer o Missão Brasil ao município, foi de dar visibilidade e principalmente mostrar que Campinápolis tem potencial turístico, além de pesca esportiva em São José do Couto e Rio Kuluene.

“Temos o Etnoturismo, que é o turismo de vivência com a cultura Xavante, além de pontos turísticos dentro da reserva indígena, como a Lagoa Encantada, a Caverna da Lagoa, o Fervedouro, cachoeira e outros mais que com certeza ainda não conhecemos”, relata a secretária.

Sirlene Dias também disse que além da visibilidade, a secretaria receberá um acervo fotográfico de altíssima qualidade de todos os lugares visitados, e que deverá ser usado para a promoção do município.

Para o produtor de conteúdo e modelo que participou do Missão Brasil, etapa Campinápolis, Felipe de Souza Martins, o município além de cenários bonitos, como a caverna, lagoa, cachoeiras, a equipe encontrou o turismo cultural, com a presença de mais de 150 aldeias Xavante.

“Eu acho isso um grande potencial, não só para o turismo doméstico, quanto para o turismo internacional. Eu vejo um potencial muito grande para casar isso, ainda mais pensando que temos cidades próximas que estão em crescimento no segmento, como Nova Xavantina, possibilitando fazer destinos casados”, analisa o produtor de conteúdo.

Questionado sobre o que mais chamou a atenção em Campinápolis, Felipe Martins revelou que foi a receptividade da população.

“O carinho que eles receberam a gente, isso é muito importante. Quando a gente fala de turismo, muito mais do que cenários bonitos, precisamos proporcionar para o turista uma experiência incrível e inesquecível. Várias pessoas já comentaram que foram para lugares belíssimos, mais tiveram experiência ruim com hotel, serviço de restaurante, o que acaba estragando a viagem. Em Campinápolis isso é diferente, as pessoas são abertas, carinhosas”, disse Felipe Martins.

O produtor de conteúdo e modelo revelou que viaja pelo Brasil há seis anos. No entanto, nunca teve uma experiência como vivenciada em Campinápolis, principalmente com o povo Xavante. Ele relatou que por mais que a população do município esteja acostumada com a presença dos indígenas, no dia-a-dia, o resto do país não está.

“O resto do Brasil quer conhecer essa cultura, e ter a possibilidade de brincar com as crianças Xavante no rio, dando um abraço e recebendo esse carinho verdadeiro. O povo indígena pode ensinar muito para a sociedade brasileira que se perdeu nos seus princípios, mostrar que a felicidade pode ser muito simples e verdadeira, e essa parte é a que mais me toca. Numa sociedade hoje que vive crises de ansiedade, depressão, uma viagem para Campinápolis pode ser um grande remédio”, enfatiza Felipe Martins.

Parcerias

A expedição, em Campinápolis, teve apoio da Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Turismo e Meio Ambiente, além de parcerias com a Secretaria Municipal de Assuntos Indígenas, e o apoio do comércio local.

“Tivemos parcerias com o comércio local, como o Hotel Fazenda Serra do Roncador, com hospedagem da equipe. A alimentação ficou por conta do Restaurante Buffalus, Casa da Vovó e Eclipse Lanchonete”, revela Sirlene Dias

Futuro

Sobre um futuro próximo, Felipe Martins disse que pretende voltar à Campinápolis, não só para conhecer outras áreas turísticas da região, como também auxiliar no processo de crescimento do município.

É um vínculo, uma amizade muito grande, com a prefeitura, com a população. É uma responsabilidade nossa de fazer esse projeto continuar andando e crescendo de forma sólida e sustentável. Já estou preparando uma próxima viagem para daqui mais ou menos um ou dois meses, pensando nessa recepção de turistas de todo o Brasil e também dar consolidação ao turismo cultural”, disse Felipe Martins.

O modelo também relatou que deve manter contato constante com as aldeias interessadas no crescimento do Etnoturismo, proporcionando a melhor experiência para o turista que for visitar a região.

Por fim, Felipe Martins agradeceu a secretária Sirlene Dias juntamente com o seu esposo, além de toda equipe da prefeitura do município, em nome das secretarias de Educação e Assuntos Indígenas. “É difícil de a gente falar de um crescimento de turismo, quando a gente fala de ecoturismo, sem envolver outras secretarias, sem falar de meio ambiente, da economia, educação. Temos tudo isso interligado e precisa crescer juntos”.

“Eu fiquei muito contente com essa abertura, com a recepção, com esse carinho que a gente recebeu em Campinápolis. Eu agradeço de coração e tenho certeza que este é o início de um grande projeto que vai colocar o município como uma das referências de turismo cultural do Brasil, finaliza Felipe Martins.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários