", }); });
Sábado, 16 de Outubro de 2021 23:31
66 98150-5448
Geral Indígenas

Comunidades indígenas investem recursos de programa em artesanato, produção de aves e lavoura

Visita técnica teve como objetivo acompanhar, conhecer os beneficiários e vistoriar a aplicação do dinheiro.

15/09/2021 11h25
Por: Redação Fonte: Empaer MT
As comunidades tiveram assistência técnica da Empaer-MT que viabilizou o acesso financeiro e a execução dos projetos Foto: Empaer
As comunidades tiveram assistência técnica da Empaer-MT que viabilizou o acesso financeiro e a execução dos projetos Foto: Empaer

Maricelle Lima Vieira | Empaer-MT

Famílias de três etnias indígenas de Gaúcha do Norte (a 595 km de Cuiabá) vêm aplicando de forma estratégica o recurso de R$ 2,4 mil recebidos do Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais. Elas tiveram assistência técnica da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer-MT) que viabilizou o acesso financeiro e a execução dos projetos. O trabalho envolveu articulação do governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf).

O programa do Governo Federal tem como objetivo a inclusão social e produtiva de famílias que vivem em situação de pobreza no meio rural, com renda mensal per capita de até R$ 89,00. As 15 famílias das etnias Mehinako, Kuikuro e Kamaiura - recebem o fomento, dividido em duas parcelas, para execução de projetos produtivos e investiram na lavoura, criação e venda de aves e no artesanato.

Exemplos de Uhuru Mehinako e Itxuna Mehinako. Eles receberam a primeira parcela e adquiram peças para motosserra, ferramentas, lixas para madeira e gasolina para produção de bancos de madeira. Com a venda das peças, já superaram o valor aplicado pelo projeto de fomento. Agora estão na expectativa da segunda parcela que será investida em miçangas, linhas e agulhas para suas respectivas esposas produzirem pulseiras e colares.

Na mesma situação, mas com as duas parcelas já recebida está Kunalu Kuikuro. Ela investiu em linhas e fibras para produção de redes e esteiras. Suas peças foram vendidas, ele teve o retorno do dinheiro aplicado e ainda tem material para produzir novas peças.

Já Yakawa Kuyaaiyu Kamayura montou um projeto de um galinheiro e com a primeira parcela adquiriu o material e vai iniciar a produção com 25 pintinhos. Já recebeu a segunda parcela que irá investir em ração e posteriormente em mais pintinhos.

As outras famílias seguem na lavoura de mandioca com produção de biju, banana e abacaxi. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (17/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Segunda (18/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °