", }); });
Sábado, 04 de Dezembro de 2021 22:37
66 98150-5448
Geral Vale do Araguaia

Querência e Canarana ultrapassam Barra do Garças e se tornam as cidades mais ricas da região

Para o levantamento, foi considerado os números do Valor Adicionado (VA) de cada município, que ajuda compor o PIB.

16/11/2021 11h50
Por: Redação Fonte: Semana 7
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Semana 7 com O Pioneiro

 

O jornal O Pioneiro, da cidade de Canarana, recentemente, divulgou informações do Diário Oficial sobre os municípios mais ricos do Vale do Araguaia levando em conta os números do Valor Adicionado (VA), que ajuda compor o PIB.

 

De acordo com o levantamento, o município mais rico do Araguaia continua sendo Querência, posteriormente Canarana e então Barra do Garças.

 

O Valor Adicionado (VA), que é um dos principais índices que compõem o PIB (Produto Interno Bruto), foi publicado no dia 3 de agosto no Diário Oficial do Governo do Estado de Mato Grosso.

 

O VA de Canarana saltou de 1,123 bilhão de reais em 2019 para R$ 1,835 bi em 2020, aumento superior a 63%, sem descontar a inflação do período.

 

Já Barra do Garças, cidade mais populosa da região, foi de R$ 1,498 bilhão para R$ 1,526 bi em 2020, aumento de 1,86%.

 

A liderança continua com Querência, com surpreendentes R$ 2.983 bilhões, que em 2019 eram R$ 1,657 bi, crescimento de 80%.

 

A quarta maior economia do Araguaia vem de São Félix do Araguaia, com R$ 1,384 bi, seguido por Água Boa, que teve um VA de R$ 1,287 bilhão em 2020.

 

Todos os demais municípios ficam abaixo das cifras bilionárias.

 

Confresa, mesmo com a segunda maior população da região, registrou um VA de 878 milhões de reais.

 

Nova Xavantina alcançou R$ 861 milhões e Gaúcha do Norte R$ 683 mi.

 

Vale destacar que os municípios com maiores economias são aqueles que possuem as maiores áreas com agricultura, exceto Barra do Garças.

 

O Valor Adicionado é o principal índice que forma o IPM (Índice de Participação dos Municípios), que rateia o ICMS entre as cidades.

 

O maior IPM da região será de Querência, com índice 1,52, o que significa que a cada 100 reais de ICMS destinados aos municípios de Mato Grosso, R$ 1,52 vai para Querência.

 

O segundo maior Índice de Participação dos Municípios será de Barra do Garças com 1,11, seguido por Canarana em terceiro com 1,007, São Félix do Araguaia com 0,77, Água Boa com 0,709, Gaúcha do Norte com 0,587, Confresa com 0,559 e Nova Xavantina com 0,520. Esse índice vale para o ano de 2022.

 

O Diário Oficial também traz os números de arrecadação própria, que são os tributos que entram nos cofres através de impostos municipais, como IPTU, ITBI e ISSQN.

 

O município com maior receita própria em 2020 foi Barra do Garças com R$ 31,233 milhões, seguido por Água Boa com R$ 21,915 mi, Querência com R$ 20,817 mi e, em quarto lugar, Canarana com 20,557 milhões de reais. (Com infomações do Notícias do Araguaia e o Alô Xavantina). 

 

 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (05/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Segunda (06/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °