", }); });
Terça, 18 de Janeiro de 2022
°

-

Dólar
R$ 5,52
Euro
R$ 6,30
Peso Arg.
R$ 0,05
Geral Ação Social

Primeira-dama de MT retorna à aldeia indígena Meruri para fazer entregas de Natal

Virginia Mendes levou cestas básicas, cobertores, brinquedos e doces para as crianças~.

02/12/2021 às 08h52
Por: Redação Fonte: Secom MT
Compartilhe:
Foto: Jana Pessôa/Secom-MT
Foto: Jana Pessôa/Secom-MT

Luana Daubian | Secom-MT

 

A primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, deu início às entregas de Natal nesta segunda-feira (29). O primeiro local a receber a ação foi a Aldeia Meruri, localizada no município de General Carneiro. A aldeia da etnia Boe-Bororo conta com o apoio da Missão Salesiana, coordenada na região pelo Padre Andelson.

 

Nessa primeira ação Natalina de 2021, foram entregues à comunidade indígena 200 cestas básicas, 150 cobertores, 150 brinquedos e 150 kits de doces para as crianças.

 

Essa ação faz parte dos programas SER Família Solidário, Aconchego e SER Família Indígena.

 

“Sabemos como a agenda da primeira-dama é lotada, mas, ela tirou um tempo para estar aqui conosco trazendo os presentes. A presença dela sem dúvida é uma honra muito grande, as nossas crianças adoraram esse carinho e atenção, quando uma criança demonstra afeto geralmente é sincero, agradecemos muito esta ação”, pontou o padre.

 

Esta é a segunda visita da primeira-dama do Estado à aldeia Meruri. A comitiva foi recebida pela comunidade da etnia Boe-bororo com apresentações de danças típicas e mensagens de carinho. Além disso, houve a abertura e a benção do presépio da aldeia Meruri, que contou com a apresentação do coral da comunidade indígena.

 

“Fico encantada toda vez que venho aqui, sem dúvida é um povo abençoado por Deus. Agradeço por todo carinho e podem contar comigo e a minha equipe no que precisarem, inclusive me coloco à disposição do Padre Andelson que tem feito um lindo trabalho na região”, destacou a primeira-dama de Mato Grosso.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários