", }); });
Terça, 18 de Janeiro de 2022
°

-

Dólar
R$ 5,52
Euro
R$ 6,30
Peso Arg.
R$ 0,05
Geral Polícia

Operação tem 4 mil policiais nas ruas para fiscalização durante as festas de fim de ano em MT

Militares iniciaram o trabalho nesta semana e seguem até o dia 2 de janeiro.

21/12/2021 às 09h58
Por: Redação Fonte: G1 MT
Compartilhe:
Militares iniciaram o trabalho nesta semana e seguem até o dia 2 de janeiro — Foto: Polícia Militar
Militares iniciaram o trabalho nesta semana e seguem até o dia 2 de janeiro — Foto: Polícia Militar

G1 MT

A operação ‘Fim de Ano’ terá cerca de quatro mil policiais militares nas ruas de todas as cidades do estado entre os dias 20 deste mês e 2 de janeiro de 2022 para dar apoio à fiscalização.

De acordo com a Polícia Militar, o objetivo da ação é garantir segurança para as pessoas que irão viajar, fazer compras e aproveitar as datas festivas de fim de ano.

Durante os próximos dias, segundo a polícia, serão realizadas barreiras nas principais vias das cidades, fiscalizações, buscas veiculares e abordagens pessoais.

A PM informou ainda que mais de 400 policiais militares saíram das funções administrativas da instituição para atuar no patrulhamento, rondas e abordagens neste período.

Na região metropolitana, serão empregados cerca de 500 policiais e 150 viaturas por dia. Em Cuiabá e Várzea Grande, o apoio será feito por meio dos batalhões, Companhias Independentes de Polícia Militar com policiamento ostensivo preventivo realizado pelos policiais do GAP (Grupo de Apoio) e Força Tática tanto nas aéreas comerciais quanto nos bairros.

A operação acontece em duas fases, na semana do Natal, entre os dias 20 e 28 de dezembro, e no Réveillon, entre 29 de dezembro e 2 de janeiro de 2022.

A Polícia Militar empregará para o policiamento ostensivo também equipes do Batalhão Rotam, Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Batalhão de Proteção Ambiental, Cavalaria e Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários