", }); });
Sábado, 21 de Maio de 2022
°

-

Dólar
R$ 4,88
Euro
R$ 5,15
Peso Arg.
R$ 0,04
Campinápolis Campinápolis

I Encontro Multicultural se encerra em Campinápolis, com visita a Xavantes

Na cidade, 53% da população é indígena e há 153 aldeias. As etapas anteriores ocorreram em Cuiabá e na Aldeia Afukuri, que fica dentro do Território Indígena do Xingu.

13/04/2022 às 14h21
Por: Redação Fonte: Observatório 3 Setor
Compartilhe:
3ª Etapa do I Encontro Multicultural de indígenas, quilombolas e ribeirinhos da América Latina, realizada em Campinápolis – MT Fotos: Carol Brenck/ Go Martins
3ª Etapa do I Encontro Multicultural de indígenas, quilombolas e ribeirinhos da América Latina, realizada em Campinápolis – MT Fotos: Carol Brenck/ Go Martins

Maria Fernanda Garcia - observatorio3setor.org.br

O I Encontro Multicultural da América Latina, que reuniu indígenas, quilombolas e ribeirinhos, teve a sua terceira etapa e encerramento em Campinápolis (MT). Na cidade, 53% da população é indígena e há 153 aldeias. As etapas anteriores ocorreram em Cuiabá e na Aldeia Afukuri, que fica dentro do Território Indígena do Xingu.

Com um formato voltado para o viés educacional, o evento foi uma realização da GoMartins e da Prefeitura Municipal, por meio das secretarias de Turismo e Educação. Além disso, contou com apoio de divulgação do Observatório do Terceiro Setor.

A abertura do evento em Campinápolis ocorreu na Escola Municipal Anastácio Feliciano Alves, com a presença de autoridades locais, direção e coordenação da escola.

Antes das palestras, alunos da escola fizeram apresentações, incluindo indígenas e não indígenas. A liderança indígena do povo Xavante, Samira, apresentou a todos um pouco da história do povo Xavante, suas crenças, costumes, tradições, esportes, rituais, evolução ao longo do tempo e ascensão feminina.

Odenilze Ramos, ribeirinha da Comunidade do Carão, no Amazonas, facilitadora de projetos com experiência em turismo de base comunitária e líder em realidade climática pela Climate Reality Leaders, contou sobre a cultura do povo ribeirinho e apresentou o documentário ‘Cipó de Jabuti’, que encantou a todos. Também falou sobre seus costumes, danças típicas, gastronomia, pesca, lendas e como a preservação da Floresta influenciou na mudança de comportamento e na economia local.

Encerrando as palestras na escola, lana Cardoso, da comunidade do Quilombo da Mumbuca, que fica localizado no Jalapão (TO), apresentou um vídeo sobre sua comunidade, as belíssimas paisagens, os famosos fervedouros, comidas típicas e o tão falado capim dourado. Os alunos ficaram encantados com o capim, que parece ser de ouro e que através do trabalho das artesãs se transforma em belíssimos trabalhos que são vendidos no Brasil e no mundo.

No dia seguinte, foi a vez da Escola Estadual Couto Magalhães, com 800 alunos, receber o evento. Houve apresentações nos períodos matutino, vespertino e noturno. As palestrantes também se apresentaram para os alunos da escola.

A rodada de palestras foi finalizada na Escola Municipal Centro Educacional Carinho e Ternura. Nesta escola, as palestras foram adaptadas para um formato mais lúdico, tendo em vista a faixa etária dos alunos, que era de 5 a 9 anos. A escola fez apresentações com seus alunos nos períodos matutino e vespertino.

Todas as palestras foram acompanhas pela secretária de Turismo de Campinápolis, Sirlene Dias. A pasta liderada pela secretária já realiza um trabalho junto ao povo Xavante, com o plantio de árvores frutíferas, valorizando a cultura e aproximando indígenas e não indígenas por meio da educação.

“Esse é o terceiro trabalho com a Go Martins, e ficamos muito felizes com o trabalho. No projeto ‘Missão Brasil 2 – Plantando o Futuro’, plantamos mais de 2,5 mil de árvores frutíferas nas aldeias. Agora, no ‘I Encontro Multicultural da América Latina’, foi lindo de ver, foi riquíssimo, vamos ter a dimensão no futuro. É muito gratificante ver a cidade em que eu nasci e fui criada receber um evento desse porte”, ressalta Sirlene.

A secretária agradece o apoio do governo do estado de Mato Grosso para o evento e da prefeitura de Campinápolis, que sempre apoia projetos como esse. Ela lembra a emoção ao chegar à aldeia dos indígenas da etnia Xavante, onde foi encerrado o evento. “Foi muito emocionante ver a apresentação das crianças xavantes e a alegria deles em receber o evento”.

“Com uma população de 53% de indígenas no município, nada mais justo do que receber esse evento. E levar para nossos alunos quantas culturas a gente tem pelo Brasil, e só conhecendo a gente respeita e cabe a nós respeitar para conviver em harmonia. Foi muito rico tratar desse assunto com os alunos de Campinápolis”, encerra a secretária.

Todo o evento teve cobertura do Observatório do Terceiro Setor, que já confirma o seu apoio para o II Encontro Multicultural de indígenas, quilombolas e ribeirinhos da América Latina. Para conferir tudo o que aconteceu, fotos e vídeos, acesse os destaques do Instagram do Observatório @observatorio3setor e o perfil do evento @encontromulticultural2022.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários